Akai Ito

Histórias

Akai Ito

02/03/2020

Conto Chinês - Akai Ito

 Debaixo da escura noite, iluminada apenas pela brilhante lua cheia caminhava, apressadamente, para a sua casa um pequeno menino. Enquanto caminhava encontrou um velho senhor, sentado debaixo de uma árvore observando a grande lua.
- Boa noite rapaz! - Disse-lhe humildemente o velho que, na realidade, era o Deus Xia Lau Yue .
 O menino nunca tinha visto o velho senhor, por isso, continuou o seu caminhou sem lhe prestar atenção.
- Sabes! - Continuou o velho... - Devias começar a preparar-te para o teu destino. Já não falta muito para te tornares um homem e, como todos os todos os homens, precisaras de arranjar uma esposa.
  O menino era ainda muito jovem e não mostrava nenhum interesse em se casar.
-Eu nunca me vou casar. - Disse amargamente.
- Isso só o destino pode dizer. E sabes o que ele diz agora?
  Mesmo não gostando muito da conversa o menino acenou que não com a cabeça.
-O velho senhor, falou: -  Tú se casarás com a jovem que estiver do outro lado da linha que amarrei ao teu tornozelo.
  Pela primeira vez, o menino conseguiu ver a corda vermelha amarrada ao seu tornozelo, que se estendia no chão formando um coração ao meio, e estreito caminho cor de sangue. Na outra ponta da corda estava uma jovem rapariga, sentada à porta da sua casa, observando o céu escuro da noite. O menino não queria acreditar no que os seus olhos viam, pegou então numa pedra e atirou-a ao rosto da menina, pensando que aquilo seria o suficiente para a manter longe dele para sempre. Em seguida, limpou as mãos sujas de terra aos calções e correu, como nunca antes havia corrido, passando por tortuosos caminhos, deixando completamente emaranhada a linha vermelha que continuava amarrada ao seu tornozelo, mas que por algum motivo, já não conseguia ver mais.
  Passaram-se anos, e o menino tinha se transformado num belo homem, cobiçado por muitas mulheres. Ele sabia que tinha que casar com alguma daquelas raparigas, para honrar a sua família, dando-lhe continuidade, mas a verdade, é que nenhuma daquelas mulheres lhe interessava. Na aldeia diziam que mesmo que procurassem pelo mundo inteiro jamais encontrariam uma dama que lhe agradasse.
O menino, agora já homem, esquecido da conversa que tinha tido com o velho à uns anos atrás, caminhava debaixo da lua cheia, pensando que talvez nunca conseguisse encontrar o seu par ideal. Foi então que, passando por uma das casas da região, viu a silhueta de uma mulher. Pela primeira vez, sentiu que aquela era a mulher com quem queria passar o resto da vida, mesmo que dela conhecesse apenas a sua silhueta.
Essa jovem, por quem ele se apaixonou era conhecida como sendo uma das mais belas mulheres da vila, contudo raramente saia de casa por ter vergonha de mostrar o seu rosto.
  No tão esperado o dia do casamento, a jovem não mostrou o rosto, mantendo-o escondido por baixo de um grosso véu. No entanto, no fim da cerimonia, quando se encontravam sozinhos, o homem não conseguiu esconder a curiosidade e perguntou-lhe por que motivo ela escondia tanto o rosto.
-Ninguém o quereria ver, disse ela... É feio e está marcado por uma horrível cicatriz. - respondeu.- Quando era pequena um rapaz atirou-me um pedra ao meu rosto, deixando uma cicatriz sobre a minha sobrancelha.
  Aquelas palavras trouxeram-lhe à memória aquela noite. A noite em que tinha falado com o velho senhor, o Deus Xia Yue Lau. E com um suave movimento retirou o véu da sua esposa, deparando-se com a mais bela mulher que alguma vez havia visto. Nesse dia o jovem percebeu que não adianta fugir, pois o destino do Akai Ito será sempre cumprido.

https://kireishop.com.br/ 

#akaiito #赤い糸 #kireishop #キレイプ #lojaoriental #produtosorientais #presentes #japan #nihon #日本 #brasil
#ブラジル #culturaoriental

Curtiu? 0 0
Compartilhe:
Autor(a):
Fátima

Dorameira, fã da cultura asiática no geral, fã do cantor coreano Kim Hyun Joong, que faz muito sucesso no Japão.

Comentários(0)

Nenhum comentário até o momento.
Seja o primeiro a comentar!

Envie seu comentário

Preencha o formulário abaixo e clique em enviar comentário.
Os campos com * são obrigatórios

Nome:*
E-mail (Não será exibido):
Website:
Comentário:*